Quem sou eu

Seguidores

COMPARTILHE!

SIGA O BLOG POR E-MAIL!

domingo, 1 de janeiro de 2012

O perdão das ofensas

                                           Quantas vezes perdoarei a meu irmão? 
Perdoar-lhe-eis não sete vezes, 
mas setenta vezes sete vezes.
Eis uma dessas palavras de Jesus que mais 
devem atingir a nossa inteligência a falar 
mais alto ao vosso coração. 
Comparai essas palavras de misericórdia 
com as da oração tão simples, 
tão resumida e tão grande em suas 
aspirações, que Jesus dá aos seus discípulos, 
e encontrareis sempre o mesmo pensamento, 
Jesus, o justo por excelência, responde a 
Pedro; ainda que a ofensa te seja 
frequentemente; ensinarás aos teus irmãos 
esse esquecimento de si mesmo que os torna invulneráveis contra o ataque, os maus procedimentos e as injúrias; 
serás brando e humilde de coração, 
não medindo jamais a tua mansuetude; 
farás, enfim, o que desejas que o 
Pai celestial faça por ti; 
não tem ele que te perdoar frequentemente, 
e conta o número de vezes que seu perdão 
desce para apagar suas faltas?


COMENTÁRIOS DE NEIDE FRAGA

Queridos amigos ( irmãos )
falar em perdão das ofensas é fácil,
o difícil é pratica-las principalmente
quando perdoamos e continuamos a ser
ofendidos constantemente,
nós que somos ainda encarnados e estamos
longe da evolução espiritual não conseguimos perdoar de coração, podemos quando muito não revidarmos as ofensas recebidas, mas não a esquecemos e muito menos perdoamos de
coração, mas fácil se torna deixar de lado
quando se trata de uma ofensa leve,
no entanto o que fazemos quando esta ofensa
nos atinge no que há de mais caro para nós ?
Um exemplo, um irmão que ainda esta longe
do conhecimento da lei do retorno tira a
vida de um ente querido nosso, o que
dizemos: _ Se eu o encontrar eu acabo com ele!
E com todo certeza muitas vezes é o que
acontece, ou seja, é feita a justiça com as
próprias mãos. Não temos a paciência de esperar
a justiça divina fazer cumprir o retorno e
assim o ódio , o desejo de vingança seguem-se
por séculos, um ofendendo o outro ao passo que
se o perdoarmos de coração e colocarmos o julgamento nas mãos de Deus isso se
encerraria por ali mesmo e o culpado ficaria
sozinho nas leis de causa e efeito.
Se somos tão falhos como podemos pedir perdão
a Deus , se nem mesmo nós conhecemos esse sentimento , porque quem ofende não se julga culpado ,mas o ofendido se sente vítima,
quem pode garantir que já não fizemos uma montanha de maldade aos nossos semelhantes, ofensas iguais ou até maiores das que recebemos .
Se fossemos bons , puros e mansos não estaríamos aqui nesta escola chamada terra e sim no
reino dos anjos.
Vejam amigos, quanta bondade emana de nosso
Pai maior nos dando a chance de aprendermos,
então porque deixar para amanha o perdão das ofensas. O dia é hoje e a hora é agora,
vamos começar a orar por quem nos tem ofendido.
Lembrem-se Jesus disse: Quem se humilhar será exaltado e quem se exaltar será rebaixado.
Pensemos nesta lição com amor ,
se Jesus que deu sua vida para nos ensinar o
perdão das ofensas disse: Pai , perdoai-os eles
não sabem o que fazem!
Quem somos nós para julgar,
condenar e não perdoar.

0 comentários:

Postar um comentário

 
2009 Template Bucólico|Templates e Acessórios